A Cor

 

Natiruts

 
Queria tanto te falar
Das angústias desse meu viver
A força que afugenta as idéias
E tenta nos impedir de ser mais
Então a gente põe o pé na estrada
Coragem não se sabe de onde vem(vem do céu)
E deixa a promessa de um dia voltar
Para os braços daquela que te quer bem
Se ela te deixou e disse que nunca mais
Saiba que levou sentimentos imortais
Mas se ela te beijou e disse que vai ficar
Isso são mistérios não se pode explicar
Ela diz que precisa-se acreditar
E vê nos astros coisas que não pode-se pensar (Ela foi
aos céus)
Ela jura aquela volta prometida
E justifica alguma barra que ela passou
Mas ela sabe muito bem dos seus segredos
E reconhece que isso tudo pode ter um fim(Pode
terminar)
Mas ela busca a perfeição do espelho
E oferece para ele com perdão enfim
A cor daquela pétala de flor
Com todo amor
Daquela petála de flor
E todo amor daquela pétala de flor
E toda cor daquela petála de flor
 
 

Voltar

| 1| 2| 3| 4| 5| 6| 7| 8| 9| 10| 11| 12| 13| 14| 15| 16| 17| 18| 19| 20| 21| 22| 23| 24| 25| 26| 27| 28| 29| 30| 31| 32| 33| 34| 35| 36| 37| 38| 39| 40| Próxima ->